noticias

Ypiranga: a garapeira mais antiga de Santarém

Inaugurada no dia 07 de setembro de 1922 nas comemorações do primeiro centenário da Independência do Brasil

  • 19 de maio de 2022 - 10:20

Por Fábio Barbosa*

Na Praça Monsenhor José Gregório, conhecida popularmente como Praça da Matriz, cercada pelos benjamins que sobreviveram, pouco resta dos áureos tempos da Santarém antiga. A Catedral Metropolitana, o Canto Redondo e a Garapeira Ypiranga são testemunhas do desenvolvimento urbano e da história do município. Sendo essa última um ícone de gerações de santarenos que por lá saborearam os famosos pastéis de carne com caldo de cana. Inicialmente erguida em madeira e inaugurada no dia 07 de setembro de 1922, nas comemorações do primeiro centenário da Independência do Brasil, nomeada em homenagem ao riacho citado no hino nacional, onde D. Pedro I deu o grito da nossa “liberdade”.

Garapeira Ypiranga em fevereiro de 1956, registro feito pelos repórteres do jornal Última Hora que cobriam a revolta de Jacareacanga, em Santarém

A garapeira teve como primeiro proprietário Raimundo Nonato Lages. Não demorou muito e o quiosque foi repassado ao senhor Raymundo Emílio da Rocha e Souza através da Lei Municipal nº 716, de 23 de dezembro de 1922, concedido ao empresário pelo Intendente Manoel Valdomiro Rodrigues dos Santos. Tempos mais tarde, a garapeira foi transferida para a senhora Augusta Rocha Guimarães que, ao lado do filho Cipriano Rocha, o popular “Pequenino”, administrava o negócio. Em 1946, diante dos preparativos para a festa do Centenário da elevação de Santarém à categoria de cidade, o empreendimento foi revitalizado e construído em alvenaria. É contemporânea a construção do Tapajós Bar, também localizado até os dias de hoje na praça.

Aspecto atual da Garapeira Ypiranga – Abril de 2022 (Foto: Fábio Barbosa)

Por consequência de uma queda que o deixou quase paralítico, o empresário Cipriano Rocha faleceu em 1987 e deixou o ponto em testamento, com inalienabilidade vitalícia, para o casal Herbert Farias e sua esposa Juvenita Tapajós Farias, conhecidos popularmente como “Cacheado” e “Ninita” que, já administravam a garapeira desde 1975.

Ao longo dos anos, a Garapeira Ypiranga já recebeu prefeitos, governadores e um Presidente da República: Fernando Henrique Cardoso. Em 1986, na gestão do Prefeito Ronaldo Campos, durante as obras do Complexo Arquitetônico da “Praça da Matriz”, ganhou o atual aspecto, perdendo as características da construção original.

É o ponto de encontro de políticos, jogadores de futebol, artistas, jornalistas e a população em geral. Um marco histórico, cultural, turístico e social dos últimos 100 anos.

 

*Jornalista e Relações Públicas da ACES – Publicado originalmente no Jornal Empresarial – Edição 202 (Fevereiro/Março de 2022) com informações do artigo “A Garapeira Ypiranga”, de Pe. Sidney Canto.

Comentários

Assessoria de Comunicação

  • Keliane Sousa
    ascom@acestapajos.com.br
    Telefone:
    (93) 99218-3561

Conheça nossas soluções para a sua empresa.

Acessar
Destaques