Santarém - 16 de janeiro de 2018
Notícias / Energia Elétrica
11 de Janeiro de 2018 - 15:58

Empresas poderão aderir a Tarifa Branca

Reunião na sede da Aces

Na última segunda-feira (08/01), o diretor de Relacionamento da Celpa Equatorial, Gilliard Vaz esteve na Associação Comercial e Empresarial de Santarém (Aces) para apresentar a modalidade Tarifa Branca, criada pela Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel, com o objetivo de estabelecer preços diferentes para consumo, considerando estimativas dos custos para o fornecimento da energia. As empresas locais poderão aderir desde que tenham um consumo mensal superior a 500 kWh (quilowatts-hora).

A Tarifa Branca só será vantajosa para aqueles consumidores que conseguirem praticamente não ter o consumo de energia elétrica do período de ponta para o de fora de ponta. Do contrário,
optar pela Tarifa Branca pode resultar em aumento significativo da conta de luz.

No Pará, os horários são:

Ponta (das 18:30h às 21:29h)

Intermediário (das 17:30h às 18:29h e das 21:30h às 22:29h)

Fora de ponta (das 22:30h às 17:29h)

Valores

Reprodução: Cartilha Tarifa Branca

Instalação

A adesão por parte do consumidor deverá ser feita junto à Celpa. Após análise
do pedido, a concessionária tem 30 dias para fazer a troca do medidor de energia, no caso de unidades consumidoras já existentes, ou os prazos e procedimentos padrão para casos de novas solicitações de fornecimento.

Custos

A distribuidora é responsável pelos custos de aquisição
e instalação dos equipamentos de medição necessários
ao faturamento da Tarifa Branca. Porém, o consumidor
é responsável pelos custos decorrentes de eventuais alterações
no padrão de entrada de sua unidade consumidora.

 

Veja aqui  as informações detalhadas: CARTILHA TARIFA BRANCA

Deixe seu comentário
COMUNICAÇÃO ACES - Jornalistas Responsáveis
Empresarial